Espiritual Archaeology

Wellcome my dear friends!
Enjoy the archaeological thinking exercise... I'm glad to see you all here, if you like, please follow.






sexta-feira, 18 de junho de 2010

Liderança e opinião: alguns fatores para o sucesso



A sociedade, regulada por binômios perfeitos, nunca é regular. De fato, não existe nada certo. Estável ou esperado. Não importa. Alguns elementos para o sucesso são vitais. Mudar a sua fisiologia. Fazer o sangue pulsar por suas veias, levantar pesos.

Nada está consolidado, essa é a beleza da vida, a incerteza, a incosntência. A viagem é longa e nem sempre é agradável. Mas há momentos em que tudo parece normal, onde simples gestos lembram vitórias, momentos alegres. Impossível consolidar dados, contudo, somos adoradores do impossível, amamos o difícil e simplesmente estaremos lá para brigar um pouco mais. Por que é assim que os lideres são, brigões.

Teimosos por natureza. Não podem ver um problema que imediatamente grudam nele. Querem resolver, discutir, fazer o que é certo. São quentes ou são frios, mas jamais são mornos. Entregam o sangue no altar da glória, estão sempre trabalhando, não importa em quê. É! Lideres têm problemas... não podem ver alguém pedindo comida ou passando frio, lá vão eles tentar ajudar, trazer pra equipe, tentar levantar.

Algumas pessoas nunca mudam. Os lideres mudam todos os dias, mudam de roupa, mudam de opinião, mudam de bar ou de vontade, mas nunca mudam seu jeito violento de levar as coisas adiante. Os lideres motivam, erram, choram, discutem, gritam, mas nunca calam a boca. Churchill, Tatcher, Clinton, Gates, Hawkings, Teresa, 2Pac, Malcom X, Martin Luter King, Gandi, Hitler... Todos os líderes sofreram, se ferraram, se apaixonaram e perderam, se confundiram, tiveram medo, fracassaram e com certeza erraram. Contudo, líderes nunca mudaram de opinião.

É, de fato, lideres são chatos. Oborrecem os bolas murcha, os sem vontade, os nós-cegos. Mas como diria o provérbio gaudério "é melhor ser boca brava do que não ter boca pra nada". Então, seja quente ou seja frio, mas não seja morno que eu te vomito.

Para ser lider é preciso entender algumas coisas. Lideres não desistem, não calam a boca e não se curvam à vontade alheia, seja patrão ou presidente. Lideres ajudam e servem quem necessita e não quem paga mais. Lideres sorriem e se alegram, lideres se ferram e seguem adiante, sem mudar de opinião.



Lideres não tem medo do nada, pois sabem que é do nada que tudo acontece. Lideres sabem que o medo mantém as pessoas pequenas, perdedoras e, até certo ponto, feias. Lideres explodem os gigantes interiores e caçam soluções, criam idéias, fomentam atividades e botam todos a dançar.

O sentido das coisas e das pessoas está guardado no caráter. Em não aceitar aquilo que é imposto, em brigar e discutir, mesmo que isso seja usado contra a própria pessoa. Lideres não tem medo de intriga, muito menos de inveja, líderes voam alto e pensam sozinhos.

Olha só que experiência engraçada. Um antigo amigo, conversando comigo, me disse: - Marlon, tu deverias ter um pouco menos de opinião (!!!????@#$#$%&¨%). Vocês entenderam bem o que ele me disse? Que eu deveria ter menos opinião?! Cara, eu dei muita risada naquele dia. Um cientista humano me pedindo para ter menos opinião!



Bom, eu tenho muito orgulho da minha opinião e não tenho vergonha nenhuma de divulgá-la. Lideres fazem isso e por princípio gostam de discutir e argumentar, mas jamais pedem pra um colega esconder a sua opinião.

Idéias são patrimônios da humanidade. As opiniões pessoais são sagradas, revelam interesses e pegadas importantes, são indícios discursivos. Demonstre a sua opinião, opine e questione basicamente tudo o que for pré-concebido. Seja um lider e um aprendiz.

Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário